INÍCIO>Informação>Notícias>Mais de metade dos hospitais não aplicam planos contra a corrupçã...
 
               
            IN    
Destaque

Akileine Glamour...
19,50 €
 
 
Verão
Set'2017
20
quarta-feira
   
 
Informação
 
 
Mais de metade dos hospitais não aplicam planos contra a corrupção
 
Metade dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) não tem planos de prevenção de riscos de corrupção. E mesmo aqueles que têm, não identificam nos respectivos planos todas as áreas e departamentos existentes em cada entidade hospitalar.
 
Mais de metade dos hospitais não aplicam planos contra a corrupção Autoridades estão a investigar esquema de exportação ilegal de medicamentos
 

A conclusão é de uma auditoria da Inspecção Geral das Actividades em Saúde, que analisou 42 hospitais-empresa (EPE), avança o Diário Económico.

A auditoria “traduz uma crescente preocupação com o controlo das actividades de gestão e administração de dinheiros, valores ou património públicos”, pode ler-se no documento a que o Diário Económico teve acesso. E ganha dimensão depois da Inspecção Geral das Finanças ter identificado que a fraude na despesa do Estado com medicamentos atinge os 40%.

“No que respeita às medidas de prevenção da corrupção, concluise, por ora, que 24 (57,1%) entidades ainda não elaboraram um Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção, valor este que se assume como elevado”, diz a IGAS. A auditoria foi concluída no final do ano passado, mas a entidade presidida por Fernando César Augusto decidiu fazer um ‘follow-up’ da acção, que contou com o aval do Conselho de Prevenção da Corrupção (CPC), que funciona junto do Tribunal de Contas, escreve o DE.

A mesma auditoria conclui ainda que nenhum dos planos “identifica os riscos de todas as áreas e departamentos existentes”, e que “86% das entidades [que entregaram os planos] identificou riscos nos serviços financeiros e de aprovisionamento, sendo estas as duas áreas com maior frequência”. E acrescenta que “quando o risco de ocorrência [de corrupção] é elevado, as entidades não indicam se foram tomadas medidas correctivas para reduzir ou eliminar o risco”.

De fora destas planos ficaram as áreas médicas e de apoio médico, áreas que comportam “evidentes riscos de corrupção”, diz o relatório da IGAS. Os planos anti-corrupção têm sido uma das bandeiras do actual presidente do Tribunal de Contas, Guilherme d’Oliveira Martins.

Desde Julho de 2009 que o CPC pediu aos múltiplos organismos e serviços públicos que elaborassem planos de prevenção interna para evitar e combater a corrupção.

PJ investiga esquemas de burla no sector dos medicamentos

Os departamentos dos hospitais responsáveis pela aquisição de bens e serviços, por exemplo de medicamentos e outro material clínico, são identificados pelos hospitais como de potencial risco de corrupção. O DE lembra que uma outra auditoria da Inspecção Geral das Finanças (IGF) detectou que 40% da despesa do Estado com medicamentos é irregular. A fraude nos remédios tem motivado várias participações ao Ministério Público. No início do ano, a Polícia Judiciária (PJ) desmantelou um grupo criminoso que burlou o Estado na cobrança de comparticipações de medicamentos psicofármacos em centenas de milhares de euros. A denominada “Operação Esquizofarma” fez oito arguidos ligados às farmácias e à distribuição de medicamentos, mas nenhum ficou preso.

No esquema criminoso, o Estado comparticipava a mesma embalagem um sem número de vezes, sem que o medicamento fosse tomado por algum doente. Isso era possível através da falsificação de receitas, apesar de não ter sido detido nenhum médico. A PJ alargou a investigação a médicos, hospitais e laboratórios.

Na passada quarta-feira, a ex-ministra da Ana Jorge adiantou que há outro processo em investigação pelas autoridades, que diz respeito à exportação paralela de medicamentos.

Notícia RCMPharma.
Veja notícia aqui.

 
Admin | 2011-06-28 17:35:14
 
 
1
 
 
Publicidade Google
 
 
 
Promoções


Photoderm MAX Aquafluide com cor SPF 50+
18,08 €
16,27 €
 
HORÁRIO de FUNCIONAMENTO
   
2ª a sexta:
8h às 24h
sábado:
9h às 24h
Horário actual
Neste momento:
Estamos abertos
[Horário normal]
   
 
A DECORRER HOJE
   
Enfermagem |9h>13h
Nutrição |9h>13h
   
 
AGENDA
 
S T Q Q S S D
F234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930311
 
- Actividade
 
- Mês actual
 
     
MARCAS + PROCURADAS
 
XLS | Emagrecimento Bioderma | Dermocosmética Drenafast | Emagrecimento
Saro | Puericultura Pure Altitude | Dermocosmética PiC | Tensiómetros
Cellulase Gold | Emagrecimento Medela | Mamã BioActivo | Suplementos
 
       
PARCERIAS
 
Wellfit Fitness & Spa Associação de Solidariedade Social dos Idosos de Canidelo Grupo Desportivo Bolacesto Ocean Day Spa
Fisiodomus Marta de Sousa Lopes Psicologia Global Sénior Rios e Trilhos
Laços com Futuro, Apoio Domiciliário      
       
 
Newsletters
 
Cartão Cliente
 
Fale connosco
 
Adicionar aos Favoritos
 
 
Social
 
  Siga-nos no Twitter! Siga-nos no Facebook
 
 
Publicidade
 
BioActivo LipoExit | Um novo conceito de emagrecimento!
 
 
  TOPO  
  INÍCIO | OnLine | Quem somos | Serviços | Farmácias de Serviço | Informações | Contactos | Links  
     
  Direcção Técnica: Drª Maria Manuela S. Rodrigues M. Rocha
2017 © Farmácia Rodrigues Rocha, Soc. Unipessoal | Todos os direitos reservados