INÍCIO>Informação>Notícias>Grávidas temem sobrecarga da Maternidade Alfredo da Costa ...
 
               
            IN    
Destaque

Cantaloop Cueca ...
17,38 €
 
 
Inverno
Jan'2018
24
quarta-feira
   
 
Informação
 
 
Grávidas temem sobrecarga da Maternidade Alfredo da Costa
 
As recordações que Neuza Brito guarda do primeiro parto não são as melhores. O Bruno nasceu na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, há seis anos. "Deixaram-me numa espécie de "rotunda", à espera para ser cosida" e o atendimento "foi muito mau". Na segunda gravidez, considerada de risco e já nas 34 semanas, optou pela Maternidade Magalhães Coutinho, no Hospital de Dona Estefânia, onde tem marcada uma cesariana para 14 de Julho. Mas se a bebé nascer antes terá de ir para outro hospital porque
 
Grávidas temem sobrecarga da Maternidade Alfredo da Costa
 

"Se tiver de antecipar o parto, vou para o Hospital de Santa Maria. Para a Maternidade Alfredo da Costa é que não", sublinha. Para Neuza Brito, o encerramento da urgência da maternidade - que funcionava há dez anos - "não tem lógica" e "é uma estupidez". A opinião é partilhada por outras grávidas seguidas na Estefânia. Todas destacam o "atendimento personalizado" que recebem na Estefânia e temem que uma sobrecarga da Alfredo da Costa afecte a qualidade do serviço prestado, sobre a qual têm já algumas reservas.

A coordenadora do Serviço de Urgências da Alfredo da Costa, Clara Soares, explica que a maternidade tem cerca de 5300 partos por ano (números de 2010) e estima um aumento de 1300 partos anuais com a transferência dos partos da Estefânia (onde nascem à volta de 2300 bebés por ano) para aquela unidade, que fica a 500 metros. Porém, algumas mulheres serão desviadas para outras unidades hospitalares. Desde ontem, as grávidas da freguesia de Sete Rios passam a pertencer à área de influência do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e as mulheres das freguesias servidas pelo centro de saúde de Odivelas (como Caneças, Famões, Póvoa de Santo Adrião) irão para o Hospital Amadora-Sintra, uma reestruturação que deverá retirar 700 partos à Alfredo da Costa.

Contas feitas, esta maternidade -onde nascem mais bebés no país - aumentará o recorde: cerca de 6500 partos por ano, mais três por dia. Quanto à capacidade física para acolher mais pacientes, Clara Soares diz que é suficiente porque houve readaptações do espaço.

A Magalhães Coutinho vai continuar a dar resposta a gravidezes de alto risco, em que os fetos tenham malformações, como hérnia do diafragma ou espinha bífida, já que é considerada um centro de excelência no tratamento destas patologias.

Hotelaria ou segurança?

"Na Estefânia, o atendimento é excepcional, os médicos estão bem preparados, as máquinas são recentes. Não compreendo", desabafa Sílvia Saraiva, grávida de 38 semanas, acompanhada desde o início na Magalhães Coutinho. "Aqui até já visitámos a sala de partos. Se for para a Alfredo da Costa, vou estar completamente "às escuras"".

Sílvia Saraiva prefere deslocar-se para a maternidade de Viseu, distrito de onde é natural. Leva, porém, um ar de desânimo no rosto. "Sempre pensei que com as eleições o encerramento não avançasse", admite. Como ela, também Cátia Evangelista, grávida de 39 semanas, esperava que as eleições deste domingo fizessem cair o processo, o que não aconteceu.

"Não percebo os motivos. Se é para cortar custos, podem fazê-lo em outras áreas, não na saúde", critica. O que mais a preocupa são as condições das instalações da Maternidade Alfredo da Costa. "O edifício é velho e está degradado. Actualmente, as parturientes não têm qualquer privacidade, há salas com dez mulheres e dez crianças".

A coordenadora do Serviço de Urgências da Alfredo da Costa esclarece que há quartos com duas, quatro, seis e oito camas e sublinha que o número de camas por enfermaria não vai aumentar. Clara Soares reconhece que na Estefânia "as condições de hotelaria eram melhores", uma vez que as enfermarias tinham apenas duas camas, mas, nota, "o país não tem recursos humanos para assegurar duas urgências devido à falta de obstetras". Assim, entre "a hotelaria e qualidade de prestação de cuidados, é preferível manter a segurança do atendimento".

As vozes da contestação surgem também do lado da equipa médica que falou ao PÚBLICO antes de o conselho de administração do Hospital de Dona Estefânia ter proibido o contacto destes profissionais com os jornalistas. Ana Soudo, médica fisiatra e membro da plataforma cívica criada para defender o património do hospital, critica a falta de planeamento e a decisão "paradoxal" da ministra da Saúde, Ana Jorge. "Vão tirar as grávidas do local onde estão as valências, diferenciadas ao longo do tempo, e encaminhá-las para onde não existem essas condições."O neuropediatra José Pedro Vieira, por sua vez, acusa o Governo de ter tomado uma "medida intempestiva" para "poupar uns tostões". E refuta o argumento da proximidade entre as duas maternidades, utilizado pela ministra: "É reconhecido que o transporte de recém-nascidos doentes agrava o prognóstico".

Notícia Público.
Veja notícia aqui.

 
Admin | 2011-06-07 17:26:55
 
 
1
 
 
Publicidade Google
 
 
 
 
HORÁRIO de FUNCIONAMENTO
   
2ª a sexta:
8h às 23h
sábado:
9h às 23h
Horário actual
Neste momento:
Estamos encerrados
[Fora de Período de Abertura]
   
 
A DECORRER HOJE
   
Enfermagem |9h>13h
Nutrição |9h>13h
   
 
AGENDA
 
S T Q Q S S D
F234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930311
 
- Actividade
 
- Mês actual
 
     
MARCAS + PROCURADAS
 
XLS | Emagrecimento Bioderma | Dermocosmética Drenafast | Emagrecimento
Saro | Puericultura Pure Altitude | Dermocosmética PiC | Tensiómetros
Cellulase Gold | Emagrecimento Medela | Mamã BioActivo | Suplementos
 
       
PARCERIAS
 
Wellfit Fitness & Spa Associação de Solidariedade Social dos Idosos de Canidelo Grupo Desportivo Bolacesto Ocean Day Spa
Fisiodomus Marta de Sousa Lopes Psicologia Global Sénior Rios e Trilhos
Laços com Futuro, Apoio Domiciliário      
       
 
Newsletters
 
Cartão Cliente
 
Fale connosco
 
Adicionar aos Favoritos
 
 
Social
 
  Siga-nos no Twitter! Siga-nos no Facebook
 
 
Publicidade
 
BioActivo LipoExit | Um novo conceito de emagrecimento!
 
 
  TOPO  
  INÍCIO | OnLine | Quem somos | Serviços | Farmácias de Serviço | Informações | Contactos | Links  
     
  Direcção Técnica: Drª Maria Manuela S. Rodrigues M. Rocha
2018 © Farmácia Rodrigues Rocha, Soc. Unipessoal | Todos os direitos reservados