INÍCIO>Informação>Notícias>FMI quer preços dos remédios 6% mais baixos ...
 
               
            IN    
Destaque

Klorane Petit Ju...
8,03 €
 
 
Outono
Set'2017
23
sábado
   
 
Informação
 
 
FMI quer preços dos remédios 6% mais baixos
 
A ?troika' quer uma descida de 6% no preço dos medicamentos, uma medida que reduzirá as despesa do Estado com saúde, apurou o Diário Económico. (Notícia DE)
 
FMI quer preços dos remédios 6% mais baixos
 

Esta descida dos preços será feita à custa da redução do lucro das farmácias. É que uma descida da margem dos actuais 20% para 14%, levará a uma diminuição de 6% no preço de venda ao público (PVP) dos remédios.

E como as comparticipações do Estado são calculadas sobre o PVP, o Estado poderá encaixar vários milhões de euros, sem sobrecarregar o orçamento das famílias.

Mas para que seja cumprido este objectivo é preciso que o Governo altere administrativamente o preço dos medicamentos, apurou o Diário Económico.

A medida contraria uma das recentes resoluções do Governo que, em Março do ano passado, aprovou o regresso da margem de lucro das farmácias aos 20%.

As margens de lucro tinham sido reduzidas em 2005, no tempo do ex-ministro da Saúde, Correia de Campos, para 18,25%.

A indústria farmacêutica criticou duramente a medida, uma vez que na altura deu-se o efeito inverso: para que os medicamentos chegassem ao consumidor ao mesmo preço, foram os laboratórios que acomodaram o aumento do lucro das farmácias.

Agora, a intenção da ‘troika' não poupará as farmácias, aplicando à indústria - maioritariamente grandes multinacionais - medidas mais leves, sabe o Diário Económico.

A indústria farmacêutica já foi poupada este ano à descida dos preços dos medicamentos imposta pela comparação internacional com os países de referência (Espanha, França, Grécia e Itália) ao abrigo de um acordo assinado com o Ministério da Saúde e da Economia.

O Governo suspendeu a revisão dos preços e em troca a indústria desceu o preço de dois medicamentos campeões de venda e comprometeu-se ainda a assegurar que a despesa total do Estado com medicamentos não ultrapassará aos 1.440 milhões de euros em 2011 e os 1.320 milhões em 2012.

Já as farmácias alegam que as alterações legislativas na política do medicamento têm prejudicado o sector: "Somos críticos da política que o Governo tem seguido, de quando não tem dinheiro para pagar as facturas reduzir os preços dos medicamentos", frisava João Cordeiro, presidente da Associação Nacional de Farmácias (ANF) no Congresso Nacional das Farmácias, em Março.

De acordo com a ANF, o número de farmácias com fornecimentos suspensos cresceu quase 50%, entre Dezembro de 2009 e Junho de 2010.

Dados da consultora IMS-Health, avançados pelo jornal i, apontam para uma quebra de 17% a 18% na facturação das farmácias só em Março de 2011.

Sendo a saúde um dos "culpados" pela derrapagem do défice, com um buraco nas contas de 500 milhões de euros, calculado pelo próprio ministro das Finanças, dificilmente ficaria imune às medidas impostas pela ‘troika'.

Resta saber se a descida do preço dos medicamentos será a única contrapartida do resgate financeiro imposta área da saúde.

O programa eleitoral do PS, apresentado a semana passada, refere a revisão do sistema de comparticipação de medicamentos.

Augusto Santos Silva reforçou a ideia: "Nos últimos anos fomos ‘comendo' margens de lucros à indústria e ao comércio, à distribuição. Essa é uma linha política para manter", disse o ministro da Defesa em entrevista ao Jornal de Negócios.

Notícia Diário Económico.
Veja notícia aqui.

 
Admin | 2011-05-02 13:10:14
 
 
1
 
 
Publicidade Google
 
 
 
 
HORÁRIO de FUNCIONAMENTO
   
2ª a sexta:
8h às 24h
sábado:
9h às 24h
Horário actual
Neste momento:
Estamos encerrados
[Fora de Período de Abertura]
   
 
A DECORRER HOJE
   
Podologia |9h>13h
Enfermagem |9h>13h
   
 
AGENDA
 
S T Q Q S S D
F234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
29
 
- Actividade
 
- Mês actual
 
     
MARCAS + PROCURADAS
 
XLS | Emagrecimento Bioderma | Dermocosmética Drenafast | Emagrecimento
Saro | Puericultura Pure Altitude | Dermocosmética PiC | Tensiómetros
Cellulase Gold | Emagrecimento Medela | Mamã BioActivo | Suplementos
 
       
PARCERIAS
 
Wellfit Fitness & Spa Associação de Solidariedade Social dos Idosos de Canidelo Grupo Desportivo Bolacesto Ocean Day Spa
Fisiodomus Marta de Sousa Lopes Psicologia Global Sénior Rios e Trilhos
Laços com Futuro, Apoio Domiciliário      
       
 
Newsletters
 
Cartão Cliente
 
Fale connosco
 
Adicionar aos Favoritos
 
 
Social
 
  Siga-nos no Twitter! Siga-nos no Facebook
 
 
Publicidade
 
BioActivo LipoExit | Um novo conceito de emagrecimento!
 
 
  TOPO  
  INÍCIO | OnLine | Quem somos | Serviços | Farmácias de Serviço | Informações | Contactos | Links  
     
  Direcção Técnica: Drª Maria Manuela S. Rodrigues M. Rocha
2017 © Farmácia Rodrigues Rocha, Soc. Unipessoal | Todos os direitos reservados